Trabalhando em fazendas da Austrália

11
Trabalhando em Fazendas da Austrália

Conheça mais sobre a minha experiência trabalhando em fazendas da Austrália.

Uma das maneira de fazer dinheiro no país durante o período de férias do seu intercâmbio.

Como foi a minha experiência trabalhando em fazendas da Austrália?

Eu estou vivendo na Austrália com visto de estudante que me permite trabalhar apenas 20 horas por semana.

Porém existe um detalhe aí. Quando estou de férias da escola, eu posso trabalhar full-time, ou seja, 38 ou mais horas por semana. 

Como meu namorado é francês e está na Austrália com o visto de Working & Holiday, ele precisava trabalhar 88 dias em fazendas da Austrália para aplicar para o segundo ano de visto. 

Começamos então a procurar trabalhos nas fazendas da Austrália próximas a cidade de Adelaide em South Austrália, estávamos morando por lá na época.

Esses tipos de trabalhos dependem muito das condições climáticas.

A maioria dos alimentos precisam estar na época certa para colheita, plantio e assim por diante com relação às tarefas relacionadas.

Peguei uma tarde inteirinha para revirar o Google e aplicar pra diversas oportunidades e por sorte (ou destino pra quem acredita) encontrei a empresa Viterra.

Revirando as oportunidades no próprio site da empresa encontrei um link que estaria aberto na manhã seguinte para trabalhos na região de South Australia.

No dia seguinte então, logo pela manhã aplicamos para a oportunidade! Se não fomos os primeiros, fomos um dos, certeza.

A empresa é gigante e exporta grãos para o mundo todo.

Trabalhar na Austrália
Empresa Viterra - Bunkers de trigo

Fazenda de grãos

Dentro de alguns dias recebemos retorno e começamos a participar de todo o processo de contratação.

O processo foi longo, exames médicos, informações detalhadas e provas online.

Finalmente, depois de 2 meses começamos a trabalhar na cidadezinha de Pinnaroo em South Australia, fica a umas 3 horas da cidade de Adelaide.

O trabalho em si era bem tranquilo e não exigia muito esforço físico. Para a minha surpresa, nós éramos os únicos estrangeiros trabalhando naquela unidade.

O meu maior desafio foi entender o inglês do ‘interior’ e os termos relacionados à grãos que eu nunca tinha ouvido na minha vida, mesmo em português. 

O pagamento era muito bom também, $25,75 dólares australianos por hora e com adicionais sempre que você trabalhava mais do que oito horas, depois das 18:00h, sábados, domingos e feriados. 

A empresa ainda forneceu todas as nossas roupas e equipamentos de segurança – incluindo a tal bota de segurança, o que sairia tudo muito caro se a gente precisasse comprar.

E depois que deixamos a empresa, não precisamos devolver nenhum dos equipamentos. Ou seja, podemos usar em outros trabalhos.

Trabalhando na Austrália
Chegada de material para análise

Minhas tarefas de trabalho

Weightbridge: inserir o peso do caminhão cheio de grãos no sistema, imprimir o canhoto e depois inserir no sistema o peso do caminhão vazio, colher assinatura e era isso. 

Classify: com uma espécie de aspirador gigante, eu colhia amostras de grãos de dentro dos caminhões e repassava às meninas que faziam a análise. Depois disso inseria os resultados da análise no sistema e imprimia o canhoto para o motorista do caminhão.

Nem parece farm job né? Pois é! Demos muita sorte com essa empresa. É uma boa opção para quem quer fazer dinheiro e o trabalho não é pesado.

Segue o link da empresa: Viterra Australia


Fazenda de batata e cebola

Minha segunda experiência trabalhando em fazendas na Austrália foi na empresa Parilla Premium Potatoes. É uma empresa bem grande também que distribui batata, cebola e cenoura para toda Austrália. 

Fazendas na Austrália
Esteira de seleção de batatas

O diferencial dessa empresa é que eles possuem uma boa demanda de alimentos o ano inteiro, ou seja, sempre tem trabalho disponível.

Diferentemente da minha experiência anterior, esse trabalho foi bem mais puxado fisicamente e bem mais chatinho, além de o pagamento não ser bom.

Eles pagam o mínimo permitido por lei que é $17,70 dólares australianos por hora.

Mas porque você ficou trabalhando por lá então?

Bem, por mais que não pagassem bem eles ofereciam muitas horas de trabalho por semana o que me permitia tirar de $1.500,00 a $1.900,00 cada duas semanas.

Não é lá aquelas coisas, mas era o que eu tinha no momento, já que nas grandes cidades estava realmente difícil de encontrar algo.

Trabalho em fazendas da Austrália
Colheita de batatas ao amanhecer

Minha posição de trabalho

Grader: basicamente você tem uma esteira com cebolas ou batatas passando o tempo todo e você precisa jogar no lixo tudo o que não for alimento e cebolas e batatas que estiverem cortadas ao meio ou estragadas. Em pé o tempo todo e com paradas de 15 minutos a cada 3 horas. No final de uma jornada de 12 horas de trabalho você está realmente cansado querendo  sua cama e um bom banho para tirar o cheiro de cebola. 

Segue o link da empresa:  Parilla Premium Potatoes


 

Confira algumas fotos da minha experiência trabalhando em fazendas na Austrália!

Austrália Fazendas
Cidade de Pinnaroo em South Australia
Trabalhando em Fazendas
Depois de uma dia de trabalho no campo
South Australia Fazendas
Trabalho em Fazendas
Morando em Fazendas da Austrália
Camping na cidade de Pinnaroo
Trabalhando em Fazendas na Austrália

Tá precisando dar aquela melhorada no inglês antes de viajar?

Confira o Curso Online de Inglês da WFour Cursos, você terá acesso ilimitado ao conteúdo, podendo estudar no seu próprio horário e sem restrições. E ao final do curso você terá direito de receber gratuitamente um certificado, e poderá incluí-lo em seu currículo!

11 COMENTÁRIOS

  1. Jessica – Parabéns,muito bom seus artigos,além de esclarecedores em uma linguagem simples e objetiva.
    Mais uma vez,parabéns continue assim e Boa Sorte.
    Beijo
    Angel Mazzoco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui