Razões para fazer um Intercâmbio

2

Intercâmbio.

[highlight_sc bg_color=#20f78f text_color=#ffffff border_color=]Por que eu decidi fazer um intercâmbio?[/highlight_sc]

 

Vou listar alguns motivos de maneira bem simples:

[rd_lists_ctn style=”rd_list_2″][rd_list content_color=”#000000″ target=”_self” icon=”wb-travel”]- Aprender um novo idioma
– Conhecer uma nova cultura
– Viver a experiência de morar sozinha
– Conhecer novos lugares, comidas, paisagens e pessoas[/rd_list][/rd_lists_ctn]

 

O objetivo principal do meu intercâmbio eu não consigo explicar ao certo qual é. Não posso dizer que é apenas para aprender um novo idioma, apesar desse ser o foco do modelo de intercâmbio que escolhi.

Acredito que seja um mistura de todos esses objetivos listados acima. Como já diziam as avós: Eu juntei a fome com a vontade de comer! Eu sempre fui curiosa com relação a conhecer novas culturas e costumes, pessoas e paisagens. Nunca tinha tido a oportunidade de sair do país até decidir fazer o intercâmbio, que na verdade acredito que vá funcionar como um impulso para que as viagens fora do Brasil finalmente comecem 🙂

Minha situação no Brasil era muito boa. Tinha um bom emprego, ganhava bem e trabalhava a 15 minutos de carro da minha casa. Já tinha terminado a minha graduação e pós graduação e tinha acabado de quitar um carro do ano. O que mais eu queria?

Muito mais que tudo isso!

Tudo isso que eu conquistei aos meus 25 anos de idade era o que muita gente talvez quisesse. Talvez o que meus pais esperavam de mim, e eu consegui, mas e depois disso? A ideia era manter essa vida confortável para o resto da vida? Talvez trocando de carro a cada ano? Ficar viajando uma vez por ano através de agências de viagens em altas temporadas gastando o triplo do preço justo da viagem? Comprar um apartamento talvez, e com ele novas raízes que passariam a me prender cada vez  mais no mesmo mundinho do conforto (mundinho esse que era muito pequeno perto de tudo que existe por ai).

Entenderam por que eu queria muito mais?

 

Intercâmbio
Depois de já ter explorado um pouquinho do Brasil, eu queria novas aventuras!

 

Eu queria novos desafios pessoais e profissionais, nem que para isso fosse preciso “cair” de posição social ou status. Eu estava acostumada a trabalhar em cargos de gestão desde os meus 21 anos, sabia que seria um desafio. Mas eu não me importava com isso. A única coisa que eu queria era: MUDANÇA. Três anos no mesmo emprego estava me sufocando. Eu queria muito mais…

 

Mas você não tem medo de ir  para um país que você não conhece ninguém e nem domina o idioma?

Medo é uma palavra muito forte. Claro que rola uma insegurança, um nervosismo em pensar como vai ser a tal vida nova com pessoas que você não conhece e que foram criadas em culturas totalmente diferente da sua. Mas a confiança que eu tenho em mim e na minha maneira de encarar as coisas sempre foi muito maior do que todas essas dificuldades. Eu sabia que eu podia superar esses pequenos “problemas”.

 

E a sua família? Você vai ter coragem de largar todos aqui?

Gente, família é a coisa mais preciosa que a gente tem nessa vida. Temos que amar e cuidar sempre! Mas somos seres únicos. Nosso desenvolvimento e crescimento como pessoa só depende de nós mesmos e o meu maior medo sempre foi chegar na minha velhice, olhar para o meu passado e ver que deixei de fazer coisas que eu queria por medo ou por outras pessoas. É claro que você e toda a sua família vão sentir saudades (e muita, de doer)! Mas a vida vai continuar, cada um na sua luta diária, na busca pelos seus objetivos e evolução como pessoa.

 

Confira também os links:

Por que eu escolhi a Austrália para fazer meu intercâmbio?

Quanto custa um intercâmbio na Austrália?

 

E você? Tá esperando o que para viver essa experiência? Um intercâmbio transforma a gente!

Quais são os motivos que te impedem? Pense Nisso! 🙂

 

Foto de Capa: portal pra valer

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui